May 12, 2007
117 Views
0 0

Cartas a um Jovem Cientista

Written by
[photopress:gleiser.jpg,full,centered] Acabei de ler a primeira parte do “Cartas a um Jovem Cientista” do Marcelo Gleiser e recomendo a leitura aos jovens que estiverem buscando inspiração para viver de ciência. O livro é quase uma autobiografia, e é repleto de situações inusitadas.
Eu já estou com a minha vida direcionada, mas confesso que me bateu uma certa nostalgia boa. Sei lá, um sentimento do tipo “se eu pudesse começar de novo…”. Não que esteja insatisfeito com o que faço, mas talvez fosse um outro caminho interessante de que gostaria. Não posso reclamar de minhas escolhas. Faço o que gosto, convivo com adolescentes todos os dias com uma vida inteira pela frente e sei que estou fazendo diferença na vida de alguns deles, o que é pra mim além de uma grande responsabilidade, uma honra. Assim, procuro viver cada dia de cada vez; quer seja em sala de aula, fazendo rapel ou em um paraglider a 1500 pés de altitude, procuro sempre agradecer a dádiva que recebi. A vida é uma dádiva maravilhosa e apenas recentemente percebi que devemos agradecer a cada dia por a termos recebido. Hoje sempre tiro uns minutos pra apreciar o nascer do sol (em Alto Paraíso é belíssimo), o por do sol (Brasília tem o mais bonito que já vi), as estrelas (que em Terraronca tem um encanto especial), dentre outros… Estou voltando a fotografar, mas agora com uma visão diferente.
Caro leitor, descobri que você é aquilo que você quer ser, pois transformar sonhos em realidade é uma capacidade que nós temos, mas que às vezes nos acomodamos e temos preguiça de usar. Isso mesmo, preguiça. Arrisque. Nenhum erro é desperdício. Não deixe de viver o hoje pensando no amanhã. Prepare-se para o futuro mas nunca deixe sua vida cair na rotina, faça aquilo que gosta, busque a felicidade; pois quando isso não acontece, seus dias passam mais rápido e quando perceber, sua vida terá se esvaido, como a areia de uma ampulheta.
Leia o livro se quiser, mas VIVA A VIDA INTENSAMENTE… CARPE VITAE!

Article Tags:
Article Categories:
Literatura

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *