Dec 12, 2007
120 Views
0 0

E cai a CPMF!!!

Written by
[photopress:charge_grd_871.jpg,full,centered] [photopress:charge_grd_876.jpg,thumb,alignleft] O Senado rejeitou, na madrugada desta quinta-feira, a prorrogação da CPMF até 2011. Foram 45 votos a favor da prorrogação e 34 contra. Para poder continuar cobrando o tributo, o governo precisava de 49 votos. Com a decisão, o imposto deve ser extinto em 31 de dezembro.
Em um ato de total desespero, o “presimente” Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma carta ao Senado. No documento, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e das Relações Institucionais, José Múcio; diziam que acatavam a proposta do Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (Conasems), que reivindica a aplicação da totalidade dos recursos arrecadados com a CPMF na saúde. Nesse momento, eles “venderiam a mãe” para não perder uma receita de 40 bilhões.[photopress:charge_grd_875.jpg,thumb,alignright] O compromisso assinado pelos ministros e acompanhado de uma carta pessoal do presidente Lula dizia que se “aprovada a prorrogação da cobrança da CPMF, nos termos da PEC 50/2007 (a proposta que está sendo votada na noite dessa quarta-feira no Senado), o governo respaldará um acordo parlamentar que dirija os valores correspondentes da CPMF, que não são dirigidos hoje à saúde, para que passem a sê-lo, a partir de 2008, de forma progressiva até 2010, à exceção dos recursos abrangidos pela DRU (Desvinculação das Receitas da União)”.

Que fique claro que a CPMF foi criada para financiar o sistema de saúde pública e sua aliquota inicial era de 0,2%. Lula foi um dos principais críticos de FHC, por ter uma solução mágica para financiar a saúde, dentre outras soluções mágicas que nunca foram implementadas. Ao contrário de extinguí-la, ele passou a aplicar seus recursos em outras áreas, como em “programas sociais”, como o “bolsa-esmola” e elevar sua alíquota para 0,38%. Fez o que pode para transformar o “P” de provisória em permanente, mas felizmente não conseguiu. A falta que a CPMF fará é de simplesmente não mais permitir que Lula jogue dinheiro público pela janela, como vêm fazendo nos últimos anos.

Article Tags:
Article Categories:
A Política

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *