Sep 21, 2006
117 Views
0 0

Fim do voto proporcional

Written by

Acho que o principal problema brasileiro hoje é o voto proporcional. “Como assim?” diria você. Eu não sei se você sabe, mas quando você está votando em alguém, seu voto não vai pro candidato, vai pro partido. Por exemplo, se um candidato é muito popular e recebe 1/4 dos votos válidos, enquanto os colegas de partido são corruptos e desonestos e por isso não receberam votos, esses “companheiros” de partido podem ser eleitos. É isso mesmo. O candidato popular fez com que o partido tivesse direito a 1/4 das vagas, o que daria direito a 2 vagas (O DF tem direito a 8 vagas na Câmara dos deputados). Isso aconteceu no maior colégio eleitoral do país: o estado de São Paulo com o, agora deputado, Enéias. Insatisfeita com a política, a população paulista resolveu protestar e a forma escolhida usava o jargão “Meu nome é Enéas”. Assim, ele conseguiu mais 5 vagas das 70 e as preencheu com pessoas que juntas não tinham recebido votos nem para serem eleitas como vereadoras.
É por isso que além de considerar o candidato, devemos considerar o partido ao qual ele pertence, pois poderemos estar votando ” no escuro” e sermos surpreendidos por sanguessugas, mensaleiros e afins e tendo esses sido eleitos por nós.

Article Tags:
Article Categories:
A Política

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *