Aug 19, 2013
219 Views
0 0

Proteja seus testículos :)

Written by

Uma espécie de Pacu originário da Amazônia está prejudicando o turismo no sul da Suécia. O peixe tem o hábito de atacar testículos e levou as autoridades a espalhar placas alertando os banhistas para o perigo. O peixe apareceu nas águas do estreito que separa a Suécia e a Dinamarca. Parente distante da Piranha, segundo informou o jornal italiano Corriere Della Sera, o peixe é citado também em reportagens do jornal dinamarquês Ekstrabladet

Este filme eu já tinha visto antes, mas agora está em cartaz na na Suécia e Dinamarca e mostra o que acontece quando começamos a brincar com a Natureza.

peixe leao

Eu mergulhei em Bonaire, no Caribe, em outubro de 2009 e ouvi comentários sobre o Peixe Leão, esse peixinho lindo da foto acima, que foi a estrela em 007 O Espião Que Me Amava, da década de 80. Em 2010, o mergulho foi em Cuba e vi de perto a infestação de peixes-leão. O Dive Master levava um tipo de arpão para matá-los. Hoje, em Bonaire e em todo o Caribe, se você for um mergulhador credenciado, pode matar quantos peixes quiser. Maldade? Definitivamente não. O peixe-leão não é nativo do Caribe. Ele é uma espécie do Indopacífico (região da Indonésia e Filipinas, onde as águas dos Oceanos Índico e Pacífico se encontram), e o fato de estar aparecendo no outro lado do mundo, é extremamente preocupante. Por uma razão muito simples: o peixe-leão é um predador voraz, dominante, que come tudo o que encontra pela frente e se reproduz com uma velocidade incrível. No seu hábitat original, ele tem seus próprios predadores e vive em equilíbrio com o resto das espécies. Um único peixe-leão é capaz de comer, em 5 semanas, 80% de todos os organismos que vivem em 1 hectare de recife de coral. Peixes, ouriços, crustáceos … qualquer coisa que couber na boca. O peixe-leão é cheio de espinhos venenosos, por isso é preciso muito cuidado para lidar com ele, mesmo depois de morto. Quem já levou uma ferroada diz que a dor é insuportável, seria como se estivessem martelando um prego na sua pele.  Uma versão não confirmada afirma que a invasão teria começado na década de 80, na Flórida, com peixes de aquários que foram soltos no mar. A espécie, então, começou a se reproduzir no oceano, a migrar de ilha para ilha, e se tornou uma praga por toda a região. Em Bonaire eles começaram a aparecer em 2009. Leia o artigo do Estadão.

Pacu da Amazônia ameaça turistas na Dinamarca

Peixe costuma morder testículos de banhistas e já apareceu também no Texas e na Polônia

pacu

Uma espécie de Pacu originário da Amazônia está prejudicando o turismo no sul da Suécia. O peixe tem o hábito de atacar testículos e levou as autoridades a espalhar placas alertando os banhistas para o perigo. O peixe apareceu nas águas do estreito que separa a Suécia e a Dinamarca. Parente distante da Piranha, segundo informou o jornal italiano Corriere Della Sera, o peixe é citado também em reportagens do jornal dinamarquês Ekstrabladet. Especialistas do Museu de História Natural da Dinamarca foram chamados para explicar o fenômeno e disseram que o peixe vive normalmente nas águas do rio Orinoco, na Amazônia. A espécie tem dentes parecidos com os de humanos e tem sido vista também na Nova Guiné e já foi visto em um lago no Texas, para onde alguns exemplares teriam sido contrabandeados. Não é a primeira vez que um exemplar é encontrado nas águas da Europa: na Polônia, em 2002, um caso já havia sido registrado. Normalmente o peixe não seria perigoso para os seres humanos, mas foram registrados incidentes em vários países, como Papua Nova Guiné, onde alguns homens foram mordidos nos testículos, explicou explica Henrik Carl. “Eles mordem de fome, e eles têm uma boca perfeitamente adequados para a parte do corpo”, acrescentou o especialista. A recomendação é a de que os banhistas jamais nadem sem roupa. “O peixe normalmente come nozes, frutas ou outros peixes pequenos, mas os testículos humanos são um alvo perfeitamente natural”, acrescenta o especialista. A Universidade de Copenhagen advertiu aos nadadores para “manter o seu traje de banho” sempre. O peixe mede em média 21,5 centímetros, mas em algumas regiões pode chegar a 90 centímetros.

Fonte: Estadão

v2-pacu-getty

A small piranha-like fish with a fierce reputation has been found in European waters for the first time. It sounds like the plot to a low-budget horror movie but the discovery of a 21cm fish off Sweden’s southern coast should unsettle any man thinking of going for a swim there. Experts have warned men to keep their swimwear on if swimming in the Øresund channel between Denmark and Sweden after a fisherman discovered a pacu fish – dubbed the “ball cutter” for its habit of attacking male genitalia. According to The Daily Telegraph, The National History Museum in Denmark has warned that there may be more of the sharp-toothed fish out there. The pacu, a relative of the piranha that is commonly found around the Amazon, can grow to up to 90cm and weigh in at a staggering 25kg. Fishermen in South America attacked by the pacu have reportedly bled to death after losing their testicles in the fish’s vicious teeth. This is the first time a pacu has been caught in Europe, according to the museum. “The pacu is not normally dangerous to people but it has quite a serious bite, there have been incidents in other countries, such as Papua New Guinea, where some men have had their testicles bitten off,” said Henrik Carl, a fish expert at the Danish museum, speaking to The Local, an English-language newspaper in Sweden. “They bite because they’re hungry, and testicles sit nicely in their mouth,” he told the paper. Carl was keen to tell swimmers not to worry too much. “You’re more likely to drown than get your nuts bitten off,” he said. The fish are found in most rivers in the Amazon and Orinoco basins in South America and have also been spotted in Papua New Guinea, where they are believed to have been introduced in order to boost fish stocks.

Um pequeno peixe semelhante à piranha, com uma reputação feroz,  foi encontrado nas águas europeias pela primeira vez. Parece o enredo de um filme de terror de baixo orçamento, mas a descoberta de um peixe de 21 centímetros na costa sul da Suécia pode abalar qualquer homem que pensa em ir para um mergulho lá. Especialistas alertaram os homens para manter seu traje de banho ao nadar no canal Öresund, entre a Dinamarca e a Suécia, após um pescador descobrir um peixe pacu – apelidado de “cortador de bola” por seu hábito de atacar a genitália masculina. De acordo com o The Daily Telegraph, O National History Museum, na Dinamarca, alertou que pode haver mais do peixe de dentes afiados lá fora. O pacu, um parente da piranha que é comumente encontrada em torno da Amazônia, pode crescer para até 90 centímetros e pesam impressionantes 25 kg. Pescadores na América do Sul atacados pelo pacu podem ter supostamente sangrado até a morte depois de perder seus testículos nos dentes do peixe feroz. Esta é a primeira vez que um pacu foi pego na Europa, de acordo com o museu. “O pacu normalmente não é perigoso para as pessoas, mas tem uma mordida perigosa, houve incidentes em outros países, como a Papua Nova Guiné, onde alguns homens tiveram seus testículos mordidos”, disse Henrik Carl, um especialista em peixes o museu dinamarquês, afirmou ao The Local, um jornal de língua Inglês na Suécia. “Eles mordem, porque eles estão com fome, e os testículos se encaixam bem na sua boca”, disse ao jornal. Carl fez questão de dizer aos nadadores para não se preocuparem muito. “Você está mais propenso a se afogar do que ter suas bolas mordidas”, disse ele. Os peixes são encontrados na maioria dos rios no Amazonas e Orinoco, na América do Sul e também foram vistos em Papua Nova Guiné, onde se acredita ter sido introduzida a fim de aumentar a quantidade de peixes.

A foto que chamou minha atenção foi essa, abaixo. Quando vi os dentes, achei que era uma montagem, pois parecem humanos. Ao pesquisar sobre o peixe, percebi que a foto era real. Após isso, li sobre os ataques à virilidade masculina 🙂 . Esse peixe mesmo frito e em um prato é assustador. A piranha não é tão feia assim e os dentes são pequenos e finos. O pacu é uma mistura de Piranha – O Filme com Alien – O Oitavo Passageiro.

pacu-frito-fried-pacu-fish-teeth_l

Moral da história. Se você é um branquelo que mora na Dinamarca ou Suécia e tem a mania de nadar pelado, seria prudente mudar de hábitos. Afinal, dói só de imaginar esses dentes nas … Argh!
E o mais importante: Nunca introduza um animal, por mais bonitinho e inofensivo que pareça ser, em um ecossistema diferente. O equilíbrio é algo muito delicado e, se ele não tem predadores, o estrago é grande. Já vi lagartos em Abrolhos e cobras na  Ilha de Queimada Grande, dentre outros exemplos de animais introduzidos em um habitat que não é o seu e que rapidamente atingem o topo da cadeia alimentar.

 

Article Categories:
Mergulho · Saúde

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *